Follow by Email

domingo, 2 de junho de 2013

Bar do Escritor: O tipo de barulho que jamais se esquece

Bar do Escritor: O tipo de barulho que jamais se esquece: Ela não aguentava mais aqueles ruídos noturnos. Não era gato, não era chuva, não era o irmão. Não era nada. Mas ela ouvia. E sentia. ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário