Follow by Email

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

cheiros: o nariz é o coração da alma?


cheiro mexe com a gente, né? é aquela coisa, um cheiro marca um momento, uma época, alegrias e tristezas. incrível! tem cheiros que levam a gente direto para um tempo atrás. hoje, por exemplo, senti uma pontinha de cheiro de leite de rosas. lembra? aquele do pote rosa. meu deus! em questão de milésimos de segundos fui sugada por um túnel do tempo e quando menos esperava estava sorrindo lembrando de um tempo que não volta mais. o cheiro faz a gente sentir saudade. às vezes de uma pessoa, outras da gente mesmo. saudade do que já se foi, do que já passou. engraçado é quando passa por nós alguém com o cheiro de outro. você imediatamente pensa que o fulano tá ali. mas não, é só alguém com o mesmo perfume. ainda bem que os perfumes são únicos. cada pessoa fica com um cheiro. acredito que alguma coisa química no corpo, sei lá, a alimentação, o sabonete, até a roupa, influenciam no resultado final do perfume. podem duas pessoas usar o mesmo perfume, do mesmo frasco, e vão ficar com cheiros diferentes. 
eu gosto de cheiros. gosto de cheirar.  os aromas mexem com meu humor. cheirinho de chuva me deixa confortável, de terra molhada também. nostalgia boa. cheiro de bolinho me leva à infância. cheiro de gasolina me leva para a pré-adolescência. alguns cheiros nem são tão bons assim, e quando chegam são bem-vindos, como de fumaça de ônibus (me lembram quando pegava ônibus depois da aula no colégio alvorada. era esse o cheiro daqueles dias.tempo bom). cheiro de boca, aquele hálito gostoso do novo amor. cheirinho de banho, mesmo com sabonete barato. e até existem  os cheiros bons que trazem lembranças ruins, como flores vagabundas. lembram funeral, não gosto. 
gosto de ser cheirosa. uso perfumes, cremes e cremes. gosto de roupa cheirosa, com perfuminho de amaciante. tem coisa melhor que deixar em um travesseiro com fronha nova e com cheirinho de fofo? e o cheiro de carro novo? cheiro de padaria? hummm...a maresia, mesmo que com aquele rancinho de peixe também tem seu momento. cheiro de livro. gosto de cheiro de livro velho e de livro novo. cada um tem seu valor. adoro ter a casa cheirosa. seja de incenso, de comida, de baunilha. 
cheiros me fazem viajar. lembro quando li "o perfume". eita livrozinho bom que me marcou, viu? e é aquilo lá mesmo. se a pessoa não tem cheiro é como se não existisse. "a alma dos seres é seu odor", disse o assassino.  e o filme "perfume de mulher" , com o deus al pacino? "pode se viver uma vida em um momento". é isso mesmo. vive-se uma vida inteira em apenas um momento e esse momento pode ser o de um simples aroma...
um cheiro me deixa com fome, com sede, com desejo. também me faz sentir nojo, me afasta e me irrita. o cheiro mexe comigo. definitivamente meu sentido mais aguçado. eita meu nariz...se os olhos são as portas da alma, o nariz seria o quê? o coração da alma?
 

Um comentário:

  1. Que tal eleger o natir a porta da lembrança? Prometo caprichar mais no meu, perfume, não nariz. Bjs.

    ResponderExcluir