Follow by Email

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

sobre o número 7: curiosidades


vivo falando do número sete. o sete dá sorte. dá? será mesmo que existe essa coisa de número da sorte? eu nem acredito que número traga sorte ou azar, quanto mais que é o sete em pessoa. mas vai que...enfim, sempre que me pedem um número, assim, sem pensar muito é o sete que me vem. e o nove, e o 79. tá o 79 tem até explicação. a casa do meu avô paterno lá no cassino é 779 e ele sempre jogava esse número, em qualquer jogo, até nos ilegais. e ai peguei pra mim. numerozinho bão esse. e o 13, mas do 13 já falei antes, né? falemos do 7. ele tá mais por ai do que a gente imagina. já parou pra reparar? olha isto: são sete as cores do arco-íris: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil e violeta. são sete artes: música, dança, pintura, escultura, teatro , literatura e cinema  (estão querendo acrescentar ai fotografia, arte digital, coisas de computador, mas não sei não, acho que já tá tudo por ai nas sete mesmo).  são sete as maravilhas do mundo, do antigo temos as pirâmides de quéops, os jardins suspensos da babilônia, a estátua de zeus em olímpia, o templo de artemis em éfeso, o mausoléu de halicarnasso, o colosso de hodes e o farol de alexandria. no mundo moderno temos: a muralha da china, petra, cristo redentor, machu picchu, chichén itza, coliseu e o taj mahal. o cristianismo estipulou que são sete pecados capitais: gula, avareza ou ganância -como preferir-, luxuria, ira, inveja, preguiça, orgulho ou vaidade. eu cometo pelo menos uns dois por dia. tô fudida. curiosidade mórbida sobre os sete pecados: um padre jesuíta medieval sacava tudo de demônio e atribiu cada pecado a um demônio diferente. a saber: asmodeus, ligado a luxúria; belzebu, gula; mammon, ganância; belphegor, preguiça; azazel, ira; leviatã, inveja e lúcifer está ligado ao orgulho. pegando a deixa do cristianismo, as pragas do egito são 10, mas as do apocalipse são sete mesmo (e são muito difíceis de explicar, um dia faço um post só disso). de acordo com a bíblia, a torre de babel - aquela que deu origem às várias línguas- tinha sete escalões que representavam sete deuses e deram origem aos sete dias da semana. a igreja católica ainda instituiu que são sete os sacramentos: batismo, crisma, eucaristia, penitência, ordem, matrimônio e unção dos enfermos. se for continuar nessa linha católica, devo lembrar que são sete os dons do espírito santo: sabedoria, entendimento, conselho, fortaleza, ciência, piedade, temor de deus.  caim e abel tinham um irmão chamado sete. sete vidas tem um gato, os segredos ficam guardados a sete chaves e de vez enquando pinto o sete (sim, momento traquinas). são sete notas musicias: dó, ré, mi, fá, sol, lá, si. sete anões da branca de neve: soneca, dengoso, dunga, atchim, feliz, mestre e zangado. e os sete mares? adriático, arábico, cáspio, mar mediterrâneo, mar negro, mar vermelho e golfo pérsico. o sete é o símbolo do deus grego do tempo, cronos. na numerologia o sete é tratado como a ponte para o mundo espiritual. falando em deuses, andei pesquisando e olha isso: existem sete deuses da boa sorte ou da felicidade no xintoismo. dizem que pular sete ondinhas traz sorte. ufaaaaaaaaaaaaaaa. é muito sete minha gente. é ou não é? engraçado, tava pensando aqui, tinha uma brincadeira que eu fazia quando era menina com as placas dos carros. quando a gente encontrasse uma placa com números repetidos teria algum tipo de sorte, tipo, 00 vou ver quem eu quero, 11 ele só quer minha amizade, 22 ele vai se declarar, 33 ele quer me namorar, 44 (a mais cobiçada na época) ele me ama...e quando chegava no 77, a gente tinha que passar o azar que recebeu, dava um tapinha na amiga ao lado e dizia: sete sete azar é teu. epa, ó o sete dando azar ai...falando em azar, quebrar um espelho também dá sete anos de azar, hein? e agora? sorte ou azar? ah quer saber, uma grande bobagem tudo isso. mas que é curioso, é, né?

 

Um comentário:

  1. meu pai tem casa na 7-3-4.
    7 menos 3 é igual a 4.
    é o triângulo mais estudado na matemática.

    ResponderExcluir