Follow by Email

terça-feira, 7 de agosto de 2012

eu e o aeroporto: senta que lá vem mais história

mais uma vez tô eu aqui reclamando do serviço das cias. aéreas...e dos aeroportos. sei que posso parecer repetitiva, mas é que eles não dão tregua. estive em porto alegre no fim de semana. na saída daqui já o primeiro problema - o de sempre: a falta de estacionamento. NÃO TEM ONDE PARAR. gente, não adianta dizer que tá investindo quando a gente vê que não tá. precisa repensar, fazer um estacionamento coberto, colocar uns três andares de vagas. não dá como tá. ai vamos pro check in, de novo pela web jet. ai assim, fiz o check in pela internet, na hora de comprar a passagem marquei assento 2L, no check in veio 20 B. já fui obrigada a reclamar. queriam me jogar na 14A. ai não dá , né? a minha sorte foi que ainda tinha uma poltrona 1  e me deram ela. ai eu pergunto: quem se responsabiliza? e se não tenho sorte? enfim, os funcionários do balcão foram ótimos, mas ninguém merece, né? o voo não atrasou, deu tudo certo. até pedi naquele cardápio de coisas pagas: uma cerveja a R$7,00 (sim, porque já contei né: agora tudo é pago, não tem mais nem a opção da barrinha de cereal) . cheguei bem. em são leopoldo me diverti muito. acabamos indo para gramado. detalhes da viagem, em outro post. agora falemos das merdas dos aeroportos, que cobram taxas altíssimas e oferecem um serviço de bosta. na volta de gramado pra porto alegre peguei um ônibus. ele deu um pit stop na rodoviária e seguiu para o aeroporto. ao chegar lá não tinha um cantinho pro motorista do bus. sabe o que ele fez? simplesmente parou no meio do caminho, na frente de todo mundo, atrapalhando o trânsito mesmo. e eu faria a mesma coisa. porra. o cara tem que despachar passageiros e bagagens e não tem onde parar? toda a plataforma destinada ao desembraque estava lotada, e pior, tinha ônibus lá que estava estacionado mesmo, desligado e sem motorista por perto. conclusão: começou o maior buzinaço. eu achei bem feito. põe espaço pro povo. FAZ ESTACIONAMENTO. lá dentro mais um problema com a gol. tem aquela porra daqueles totens para fazer check in. começa que não consegui fazer pela internet, em casa. ai fui lá nos totens. tinha uma fila. ai você pensa que enfrentou a fila do totem e tá tudo resolvido? não, você tem que enfrentar outra fila pra despachar as bagagens. é isso mesmo. antes era uma fila, agora são duas. pior que eles acham o serviço genial !!! até funcionaria se o sistema on line prestasse. mas eu e a torcida do grêmio tivemos problemas. todo mundo que estava nos totens teve problema. depois de xingar muito aquela merda, fui pra fila da bagagem. e ai nem preciso contar do sufoco que é, né?eles jogam tua mala de qualquer jeito naquelas esteiras. isso quando você está vendo. imagina o que você não vê. depois a gente tem que reclamar que chegam ao destino sujas ou quebradas, isso quando chegam, porque muitas vezes nem isso. eu perguntei no check in quanto custa o assento conforto. os mesmos R$20,00 da tam. é porque agora a gol também cobra os assentos nas saídas de emergência e nas primeiras fileiras. ai perguntei se alguém fiscalizava lá dentro da aeronave: não. ninguém. então se sobrar o assento eu posso sentar nele, sem pagar a mais? perguntei. pode, me respondeu o atendente. que justo, né? enfim. tá, despachei a bagagem e pensei: tô com fome, vou comer um sanduiche porque são 3 da tarde e não apetece almoço, além disso, no self service a essa hora já era, né? rá, mas quem disse que tem opção de sanduiche na praça de alimentação? poizé. na verdade até tem. mcdonald ou aqueles mistos de cafeteria, pequenos e caros. fui de cafeteria. pedi um ligth com peito de peru e ricota. faltou me avisar que viria com alface e tomate. alface velho e tomate passado. e na hora de servir ainda servem sem guardanapo e sem talher. difícil viu? ai levanto pra pegar o que faltou, deixo a mesa sozinha, quando tô voltando pra sentar, passa um filho da puta na maior folga e derruba a bolsa dos chocolates que eu deixei pendurada nas costas da cadeira. e pensa que ele pediu desculpa? nem se mexeu, seguiu empurrando o carrinho que ele tinha com ele. tá. depois do desastre do lanche, fui pra uma área que dizia zona wi fi. acreditei e fui. mas adivinha? claro que não funcinava. eu pergunto se eles acham que a gente é idiota. colocam cartaz de wi fi que não funciona. ai fazem propaganda que os aeroportos estão sendo reformados, que isso, que aquilo, que a puta que pariu. mas gente, helllloooouuuu, o sistema não dá nem pra inglês ver. ou sai logo uma reforma ou vai dar merda na copa. e mais : não adianta construir sala de embarque e pista nova se você não dá o resto da estrutura! internet não funciona, praça de alimentação não funciona, estacionamento não funciona, sistema de som não funciona . nem o raio x. olha isto: eles instalaram máquinas de raio x quase na porta do saguão. você entra na sala de embarque tropeçando nas pessoas da fila. continuando minha saga: passo no rigoroso raio x e vou pra sala 6. fico meia hora esperando e vejo na tv dos embarques que o voo das 18:29 mudou pra 18:40, sem ninguém avisar nada. de repente avisam que não é mais portão 6, é 9. ai segue todo mundo pro 9. pra chegar lá é preciso descer uma escada rolante. só que não existe 9. ou é 9A ou 9B. as pessoas saem da escada e param pra ver pra onde é pra dobrar  e ficam paradas em frente a escada! conclusão: só eu atropelei três. o casal que vinha atrás de mim atropelou mais uns cinco. ai a moça da cia aérea dá um recado: passageiros xbamna,..sp..mdokfffff  13. quê? é. aquele sistema de som ma-ra-vi-lho-so que ninguém entende. sabe lá o que ela quis dizer. repetiu e eu não entendi. mas consegui chegar a minha poltrona.quase não consegui foi lugar pra guardar a mochila já que a galera leva malas enormes na mão E NINGUÉM FISCALIZA NADA. mais uma vez era cardápio pago, sem a opção grátis. R$ 5,00 um chocolate quente de 100 ml. ruim. mas ai já foi. por um milagre da natureza minha mala passou na primeira volta da esteira e finalmente cheguei em casa. foi ou não foi uma aventura? porraaaannnnnnn e o pior é que tô indo pra são paulo na bienal do livro. pense. ai conto as novas desventuras em série.

Nenhum comentário:

Postar um comentário